Alert: Most CHA centers and services will be closed during the Martin Luther King Jr. holiday. Please see this schedule for details.



Quer ficar mais saudável? Abandone a dieta.

01/09/2020
Afinal de contas, a melhor maneira de ter uma alimentação saudável é simples: coma comida de verdade.

Por Rebecca Toutant, MA, RD, LDN, CDE, cPT - Wellness Manager da CHA

Bem-vindo ao novo ano! Se você for como a maioria dos norte-americanos, talvez tenha tomado a decisão de melhorar a sua saúde e mudar a sua alimentação. Então, qual seria a melhor dieta a se seguir? A resposta pode lhe surpreender...

Apesar de todas as fotos veiculadas na mídia retratando  “o antes e o depois” de pessoas que emagreceram, nenhuma dieta tem se mostrado eficaz na perda de peso a longo prazo. Pequisas mostram que as dietas  ajudam as pessoas a perderem no máximo  de 5 a 10% do peso, sendo que pelo menos 60% dessas pessoas recuperam o peso (e até mais) em poucos anos. A dieta é, na verdade, um indicador consistente de ganho de peso.no

Há poucos indícios de que as dietas rigorosas e a eliminação de certos alimentos melhoram a saúde das pessoas. Ao contrário, uma alimentação saudável é mais uma questão de estilo de vida e tendências do que de precisão e perfeição programáticas. No final das contas, a melhor maneira de se ter uma alimentação saudável é simples: comer comida de verdade.

As pessoas se esforçam porque acreditam que uma dieta pode vir a fazer parte do seu estilo de vida se elas "tiverem força de vontade suficiente" ou "adquirirem o hábito". No entanto, o que comemos tem mais a ver com a nossa vida do que com as nossas decisões. Seguem abaixo alguns fatores que explicam o fracasso da maioria das dietas temporárias. 

  • Nossos corpos (e mentes) são projetados para crescer. Cortar 500 ou mais calorias por dia submete o nosso corpo a um turbilhão metabólico que causa aumento de apetite, ansiedade, depressão, obcessão por comida e sofrimento em geral. O resultado disso? Uma experiência física e emocional detestável.
  • Nossa vida não se limita a dietas e exercícios. As dietas consomem muito tempo e energia em seu processo de planejamento, preparo e transporte de alimentos (sem contar o tempo gasto no monitoramento de pontos, calorias ou macronutrientes). As circunstâncias da vida relacionadas a trabalho, família, amigos, saúde mental/física e finanças ocupam normalmente a maior parte do nosso tempo. Algumas pessoas podem até conseguir conciliar temporariamente essas demandas com os rigores de uma dieta alimentar, mas, cedo ou tarde, a vida requer mais atenção e acabamos por "fracassar". A maioria das dietas não são flexíveis o suficiente para se encaixarem na rotina da vida moderna.
  • A alimentação vai além da química. A comida e o prazer de comer são elementos essenciais da nossa existência – refletem-se em nossas relações sociais, culturais e no nosso estado emocional. As dietas não costumam levar em consideração esses aspectos e muitas vezes eliminam sabores, texturas ou ingredientes específicos que nos conectam à nossa identidade. Durante algum tempo, isso pode nos privar dessas experiências, até o momento em que não suportamos mais e acabamos por "quebrar as regras". Neste ano, em vez de nos concentrarmos  no "o que" comer, comecemos a pensar no "por que"  comer, buscando assim equilibrar nossa saúde física e emocional:

As dietas alimentares possuem forte apelo em nossa cultura. Emocionalmente é mais fácil (e tentador) seguir um plano que limita as nossas escolhas alimentares. No entanto, qualquer plano que não permita a flexibilidade da vida e do prazer não durará muito. Ao compreendermos os motivos pelos quais comemos e a associação que fazemos entre comida, movimento e prazer, podemos transformar nosso estilo de vida de forma positiva e assim sermos mais felizes.

Se você procura dicas para cuidar da sua saúde, entre em contato com a equipe da Cambridge Health Alliance! Ligue para 617-665-1305 ou acesse www.challiance.org/cha/find-a-doctor

Cambridge Health Alliance

Contributed By: Cambridge Health Alliance

Cambridge Health Alliance is an academic community health care system committed to serving all members of our communities. We have expertise in primary care, mental health and substance abuse, and caring for diverse and complex populations. CHA patients receive high quality care in convenient neighborhood locations, and have seamless access to advanced care through CHA’s affiliation with Beth Israel Deaconess Medical Center. With over 140,000 patients in Cambridge, Somerville Everett and Boston’s Metro North, CHA is working hard to offer the integrated services its communities need now, and in the future.